Dica sobre a Calibragem dos Pneus

 Em dica, economia, pneu, segurança

A calibragem correta dos pneus precisa de atenção, mesmo sendo um procedimento simples. Muitas vezes o dono do carro desconhece a necessidade deste cuidado. A pressão abaixo da recomendada reduz a durabilidade do pneu em pelo menos 8 mil quilômetros, aumenta o consumo de combustível e favorece o risco de acidentes na pista.

Quando o pneu trabalha com pressão baixa pressão, ele terá um acentuado desgaste das laterais da banda de rolagem e do “ombro” do pneu, superaquecimento e redução considerável de sua durabilidade, além do maior esforço dos componentes do sistema de direção e do maior consumo de combustível, pois a resistência a rolagem do pneu aumentará consideravelmente. Como o pneus estará mais macio, ele ira prejudicar a estabilidade, torna-se vulnerável aos buracos e qualquer outro obstáculo.

Em dias de chuva, por estar mole, os sulcos da banda de rolagem se fecham prejudicando o escoamento da água pelos mesmo e aumentando as chances de aquaplanagem. A alta pressão em excesso nos pneumáticos também gera desgaste precoce, seu maior sintoma é o desgaste excessivo bem no meio da banda de rolagem, sua durabilidade é reduzida e o pneu fica muito vulnerável a cortes e pancadas, além de transmitir com maior intensidade a vibração das irregularidades do solo, afetando diretamente o conforto ao rodar. Para saber a pressão dos pneus de seu veículo, consulte o manual do proprietário.

Calibragem Correta

Quando deve ser feita a calibragem?

O ideal é calibrar os pneus a cada 15 dias ou antes de uma viagem. Na hora de fazer o serviço, é necessário que os pneus estejam frios, tendo rodado no máximo 3 KM. A pressão deve ser sempre a indicada pelo fabricante do veículo no manual do proprietário ou, em alguns carros, fixada na porta do motorista.

E sobre a calibragem com Nitrogênio?

Outra opção é calibrar os pneus com nitrogênio, um gás mais estável do que o ar comprimido, que não esquenta tanto e preserva o pneu por mais tempo. Com a pressão dentro do limite indicado pelo fabricante, o pneu sofrerá menos desgaste. Se for preciso completar a pressão dos pneus do seu carro com nitrogênio e eles estiverem cheios com ar comprimido, você deverá, primeiramente, esvaziar todos os pneus para depois encher com o gás (isso serve para o inverso, também). Ao fazer a calibragem com nitrogênio pela primeira vez, será necessário esvaziar os pneus completamente. Esse tipo de calibragem é, na maioria das vezes, cobrada à parte.

Calibrar em Redes Especializadas ou Postos?

Os fabricantes de veículos sugerem as redes especializadas onde são feitas, geralmente, as revisões de rotina. Nesses locais, os calibradores possuem uma regulagem mais precisa, mas há cobrança pelo serviço prestado. O Posto Rudnick – Unidade Pirabeiraba é uma alternativa gratuita, oferecendo equipamentos ajustados e com o funcionamento adequado, além de oferecer diversos outros serviços.

Alinhamento e Geometria

O balanceamento, alinhamento e o rodízio de pneus (troca das posições dos pneus para garantir que eles se desgastem igualmente e durem mais) são alguns cuidados que o proprietário também não deve esquecer e que complementam a calibragem dos pneus. E caso você tenha dúvidas sobre especificações de pneus, consulte o Detran de sua região.

Recent Posts

Deixe um Comentário

Digite o que procura neste campo

WhatsApp chat